Blogue Oficial do Grupo Folclórico e Etnográfico Danças e Cantares Verde Minho
Segunda-feira, 20 de Junho de 2011
LOURES VIROU CAPITAL DO FOLCLORE

 

Grupos folclóricos e de música tradicional afluíram à cidade de Loures e fizeram dela a capital do folclore.


 

No passado dia 28 de Maio, o Grupo Folclórico e Etnográfico “Verde Minho” levou a efeito o XVIII Encontro de Culturas, enchendo de alegria e colorido a localidade de A-das-Lebres e a sua coletividade, o Grupo União Lebrense.

De Vila Real de Trás-os-Montes veio o Grupo Etnográfico de Borbela, de Matosinhos o Rancho Sargaceiras e Maritimos de Angeiras e de S. Martinho do Bispo o Grupo de Danças e Cantares de Nossa Senhora dos Remédios. A arruada esteve a cargo do Grupo de Bombos Amarantinos, da Casa do Concelho de Amarante e o Minho foi representado pelo anfitrião, o Grupo Folclórico e Etnográfico “Verde Minho”.

Apresentação esteve a cargo de, Lucia Lima e José Pedrosa

Esta iniciativa que trouxe A-das Lebres, Concelho de Loures bastante público e constitui já uma referência cultural na região, contou com a presença do Vice Presidente da Câmara Municipal de Loures, Dr João Pedro Domingues, do Presidente da Junta de Freguesia de Santo Antão doTojal, Sr João Florindo e do Presidente das Colectividades do Concelho de Loures, Sr José Carneiro.

O Grupo Folclórico e Etnográfico “Verde Minho” encontra-se sediado na localidade de A-das-Lebres, Freguesia de Stº. Antão do Tojal, no concelho de Loures, e é uma associação cultural constituída por minhotos e amigos que vivem na região de Lisboa e que procuram manter as suas raízes culturais e as tradições da sua região de origem. Tal como disse um dia o escritor transmontano Miguel Torga, “…no Minho tudo é verde, o caldo é verde, o vinho é verde…” – não podiam, pois, os minhotos que vivem na região de Lisboa, deixar de tomar para si a identificação cromática que caracteriza a sua região.  Ensaiam na Junta de Freguesia do Olival Basto, aos Sabados.

O XVIII Encontro de Culturas, organizado pelo Grupo Folclórico e Etnográfico “Verde Minho”, constitui uma das iniciativas mais salientes no âmbito da cultura tradicional portuguesa que se realiza na região de Lisboa, constituindo simultaneamente um momento privilegiado de confraternização entre pessoas provenientes de diferentes regiões do país tendo como palco a cidade que porventura a mais característica e representativa da cultura saloia – Loures!

Entretanto, o Grupo Folclórico e Etnográfico “Verde Minho” levou a efeito a “Festa da Primavera” no âmbito do Museu de Arte Popular, levando aquele espaço da cultura tradicional portuguesa situado na zona histórica de Belém diversos agrupamentos folclóricos e procedendo a reconstituições de tradições populares. Naquele evento participaram, além do grupo organizador, os Bombos Amarantinos, o Grupo Coral Renascer, do Alentejo, o Grupo de Danças e Cantares de Santo Estêvão das Galés, o Grupo de Adufeiras da Casa do Concelho de Idanha-a-Nova e o Grupo dos Camponeses de Odivelas.

O Grupo Folclórico e Etnográfico “Verde Minho” tem vindo a ser cada vez mais solicitado para actuações de norte a sul do país e tem procurado sempre corresponder aos pedidos efectuados, apesar da dificuldade crescente de obtenção de transporte para as deslocações em consequência das medidas de contenção económica por parte das entidades oficiais.



publicado por verde-minho às 18:05
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quarta-feira, 23 de Fevereiro de 2011
GRUPO DE DANÇAS E CANTARES VERDE MINHO É O RANCHO DA JUVENTUDE

O "Grupo Folclórico e Etnográfico Danças e Cantares Verde Minho", sedeado em Loures, transpira juventude e alegria. Dezenas de jovens cantam e dançam, tocam a concertina e o bombo, o cavaquinho e o reque-reque. Eles representam as danças e cantares, os usos e costumes do Alto Minho, na maior parte das vezes a terra de origem dos seus pais.

Fotos do Verde Minho 2010 025

Com o "Grupo Folclórico e Etnográfico Danças e Cantares Verde Minho" percorrem o país de lés a lés, exibem as nossas tradições e são invariavelmente acarinhados nas localidades em que são recebidos. Mais ainda, no contacto directo com o folclore, aprofundam os seus conhecimentos de música, etnografia e antropologia. E, sobretudo, criam novas e saudáveis amizades com outros jovens que partilham dos mesmos interesses.

Com um espírito sempre irrequieto característico da sua juventude, o "Grupo Folclórico e Etnográfico Danças e Cantares Verde Minho" decidiu abrir as suas portas à entrada de novos elementos que nele queiram participar. Nesse sentido, encontram-se abertas as inscrições para a entrada de bailadores de ambos os sexos e de tocadores de concertina.

Esta constitui uma oportunidade para muitos jovens estabelecerem novas amizades e, ao mesmo tempo, representarem a nossa cultura popular. Como compreenderão, as inscrições serão limitadas em virtude da própria composição do Grupo Folclórico, pelo que se recomenda aos interessados que o façam com a maior brevidade. Seguramente, irão orgulhar-se por pertencer a uma associação cultural com o prestígio e historial que apenas o "Grupo Folclórico e Etnográfico Danças e Cantares Verde Minho" possui, reconhecido por diversas instituições e sobretudo pela região que representa – o Minho!..

Contacte-nos através do telemóvel 964006657 ou pelo e-mail verde_minho@sapo.pt

Fotos do Verde Minho 030



publicado por verde-minho às 22:52
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 19 de Fevereiro de 2011
MINHOTOS PROMOVEM ENCONTRO EM LOURES

O Grupo Folclórico e Etnográfico “Verde Minho” vai realizar o XVIII Encontro de Culturas, iniciativa que conta com a participação de diversos agrupamentos folclóricos e de música tradicional portuguesa representativos de várias regiões do país. A edição deste ano tem lugar em A-das-Lebres, no Concelho de Loures, no próximo dia 28 de Maio.

Loures - Verde Minho (19)

À semelhança dos anos anteriores, está programada para as 20h30 a realização de um desfile etnográfico pelas ruas da localidade a que se seguirá a actuação dos grupos participantes na Sede do Grupo União Lebrense. A abrir o desfile, os “Os Amarantinos” vão rufar os bombos, emprestando um ambiente de festa muito ao jeito das alegres romarias do norte de Portugal.

Este Encontro de Culturas que, ano após ano tem vindo a adquirir cada vez maior notoriedade, conta na presente edição com a participação do Rancho Etnográfico de Borbela, de Vila Real, Grupo Folclórico de Nª Sra. dos Remédios, de São Martinho do Bispo, de Coimbra, Rancho das Sargaceiras e Marítimos de Angeiras, de Matosinhos, Grupo de Bombos Amarantinos da Casa do Concelho de Amarante e o anfitrião Grupo Folclórico e Etnográfico Danças e Cantares ”Verde Minho”. A apresentação está a cargo de Lúcia Lima e João Pedrosa.

O espectáculo propriamente dito será antecedido pela cerimónia de imposição de insígnias nos estandartes dos grupos participantes e entrega de ofertas por parte das autarquias patrocinadoras do evento.

De referir que o Grupo Folclórico e Etnográfico “Verde Minho” encontra-se sediado na localidade de A-das-Lebres, no concelho de Loures, e é uma associação cultural constituída por minhotos e amigos que vivem na região de Lisboa e que procuram manter as suas raízes culturais e as tradições da sua região de origem. Tal como disse um dia o escritor transmontano Miguel Torga, “…no Minho tudo é verde, o caldo é verde, o vinho é verde…” – não podiam, pois, os minhotos que vivem na região de Lisboa, deixar de tomar para si a identificação cromática que caracteriza a sua região.

O XVIII Encontro de Culturas, organizado pelo Grupo Folclórico e Etnográfico “Verde Minho”, constitui uma das iniciativas mais salientes no âmbito da cultura tradicional portuguesa que se realiza na região de Lisboa, constituindo simultaneamente um momento privilegiado de confraternização entre pessoas provenientes de diferentes regiões do país tendo como palco a cidade porventura mais característica e representativa da cultura saloia – Loures!



publicado por verde-minho às 22:19
link do post | comentar | favorito
|

O que é o Grupo Folclórico e Etnográfico Danças e Cantares Verde Minho?

Loures - Verde Minho (10)

O "Grupo Folclórico e Etnográfico Danças e Cantares Verde Minho", fundado em 11 de Setembro de 1994, é constituído por um grupo de minhotos e amigos do Minho radicados na região de Lisboa, tendo como propósito a preservação, salvaguarda e divulgação das suas raízes culturais.

Através da sua actuação, visa ainda a promoção cultural sobretudo junto dos mais jovens e a sua identificação com as tradições culturais da região de origem dos seus pais, a valorização dos seus conhecimentos musicais e da etnografia Portuguesa.

As danças e cantares que exibe são alegres e exuberantes como animadas são as mais exuberantes romarias do Minho. Trajam de linho e sorrobeco e vestem trajes de trabalho e domingueiros, de mordoma e lavradeira, de noivos, de ir ao monte e à feira. Calçam tamancos e ostentam o barrete e o chapéu braguês. As moças, graciosas e belas nos seus trajes garridos bordados pelas delicadas mãos de artista, com a sua graciosidade e simpatia, exibem vaidosas os colares de contas e as reluzentes arrecadas de filigrana que são a obra-prima da ourivesaria minhota.

Ao som da concertina e da viola braguesa, do bombo e do reque-reque, dos ferrinhos e do cavaquinho, cantam e dançam a chula e o vira, a rusga e a cana-verde, com a graciosidade e a desenvoltura que caracteriza as gentes do Minho. O seu reportório foi recolhido em meados do século passado, junto das pessoas mais antigas cujo conhecimento lhes foi transmitido ao longo de gerações, nas aldeias mais remotas das serranias da Peneda e das Argas, nas margens do Minho e do Lima, desde Melgaço a Ponte da Barca, do Soajo a Viana do Castelo. Levam consigo a merenda e os instrumentos de trabalho que servem na lavoura como a foicinha e o malho, os cestos de vime e os varapaus, as cabaças e os cabazes do farnel.

Qual hino de louvor ao Criador, o Alto Minho, terra luminosa e verde que a todos nos seduz pelo seu natural e infinito encanto, salpicado de capelinhas aonde o seu povo acorre em sincera devoção, é representado por cerca de meia centena de jovens, uns mais do que outros, que presenteiam a quem lhes assiste aquilo que possuem de mais genuíno – o seu Folclore!



publicado por verde-minho às 22:03
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

LOURES VIROU CAPITAL DO F...

GRUPO DE DANÇAS E CANTARE...

MINHOTOS PROMOVEM ENCONTR...

O que é o Grupo Folclóric...

arquivos

Junho 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds